Física afasta-se dos lugares do fundo da tabela

   Física afasta-se dos lugares do fundo da tabela

A Física alcançou hoje uma importante vitória diante do Algés e afastou-se dos últimos lugares da classificação, entrando na luta por um lugar de acesso aos play-offs.
Jogo muito equilibrado, com vantagem para a equipa da casa. Apesar disso, a Física não se conseguia distanciar no marcador e ao intervalo vencia por 4 pontos, 38-34. No regresso dos balneários, a Física chegou a dispor de uma vantagem de 7 pontos, anulada no final do período (56-55). Com tudo por decidir, nos últimos 10 minutos, a Física esteve melhor e chegou a dispor novamente de uma vantagem confortável de 8 pontos, a 2 minutos do fim do encontro. O tempo jogava a favor da equipa de Ivan Kostoukov e 2 lances livres convertidos por Miguel Barroca a 40s do final, garantiriam a vitória da Física (78-71) apesar do Algés ter conseguido reduzir com um triplo de Danilson Vieira (79-76) a fechar o encontro.
A excelente prestação de João Manuel (27 pontos) não foi suficiente para o Algés regressar às vitórias. Jamarcus Holt voltou a fazer nova exibição consistente, ao realizar um duplo-duplo (21 pontos e 13 ressaltos).
Pela equipa da Física, Franklim Furtado (19 pontos e 10 ressaltos) foi o mais valorizado, bem acompanhado por Edson Rosário(18 pontos).
 
 
Equilíbrio em Torres Vedras
Física supera Algés e aproxima-se dos playoffs
Na luta pelos lugares de acesso ao playoff, a Física conseguiu uma importante vitória diante o Algés, por 79-76. Os comandados de Ivan Kostourkov aproveitaram bem o fator casa para se afastarem ainda mais dos lugares do fundo da tabela classificativa. Tal como se previa o jogo foi muito equilibrado e, apesar da recuperação dos algesinos na parte final do jogo, a formação de Torres Vedras controlou bem até final a liderança no marcador.


Embora a Física tenha estado sempre no comando – ao intervalo vencia por quatro (38-34), e à entrada do último quarto pela diferença mínima (56-55) –, o conjunto de Algés nunca deixou de estar na discussão do jogo.

Apesar de nos minutos finais do encontro a equipa da casa se ter afastado ligeiramente no marcador, chegando mesmo a estar a vencer por 10 pontos de diferença (76-66), quando faltavam 1.23 minutos para o termo do encontro. Um triplo de Danilson Vieira colocava o Algés à distância de três pontos mas já era tarde demais.

Na equipa de Torres Vedras, as boas exibições de Franklim Furtado (19 pontos e 10 ressaltos), Edson Rosário (18 pontos, 5 assistências e 4 ressaltos), Miguel Barroca e Braima Feire, ambos com 15 pontos, foram decisivas para a Física vencer um adversário com as mesmas ambições no campeonato.

Nem a fantástica exibição de João Manuel ( 27 pontos, 4 ressaltos e 4 roubos de bola) foi suficiente para que a equipa de Algés iniciasse o seu tão desejado ciclo de vitórias.





Danilson_Vieira

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Mini-Basket está de volta!