Vitória regressa aos triunfos em Algés



Paulo Cunha foi o MVP do encontroPaulo Cunha foi o MVP do encontro
O Vitória regressou esta tarde às vitórias diante do Algés por 68-80. Depois de três derrotas consecutivas, a equipa de Fernando Sá mantêm a esperança de se apurar para a Taça da Liga. Uma partida dominada pelo vitorianos apesar de por breves momentos do Algés ter conseguido encostar no marcador mas sem conseguir virar a desvantagem.
1º período (17-27)Minutos iniciais equilibrados. Charles Swigget de 3 dá vantagem ao Vitória 7-10. José Silva também de 3 pontos aumenta para 7-13. Um triplo de Ivan Almeida colocava 10 pontos de diferença 13-23. Rui Quintino reduziu para 17-25 mas logo a seguir Paulo Cunha marcava numa penetração 17-27.
2º período (23-17)Os lançamentos exteriores iam fazendo a diferença com Paulo Cunha a aumentar a vantagem (17-30). Diogo Ventura da linha de lance livre reduz para 9 pontos 21-30, com o seu companheiro Jamarkus Holt num lançamento em suspensão a reduzir para 23-30. Diogo Correia com um lançamento de 3 pontos reduz para 28-34. O Vitória baixava o ritmo, como lhe convinha. André Bessa por duas vezes  aumenta a vantagem vitoriana 32-42. Falta Técnica a James Robert por protestar com a equipa de arbitragem, comete a 4ª falta e  permite ao Algés reduzir para 36-44. O Algés ainda reduziu antes do intervalo, com António Pires a colocar o marcador em 40-44.
3º Período (13-22)No regresso dos balneários, o Vitória entrou mais forte nos minutos iniciais (42-48), mas o Algés reduziu para 3 pontos 45-48 por intermédio de João Manuel. Charles Swigget com triplo sobre a buzina dos 24” faz 45-51 e logo a seguir Zé Silva faz 45-54. Dain Swetalla com um lançamento em suspensão faz o 45-56 (parcial de 0-8) ao fim de 4 minutos, obrigando Mário Silva a parar o jogo. Josimar Cardoso da linha de 3 reduz a desvantagem para 8 pontos (48-56). José Silva com novo lançamento de 3 pontos fazia 49-66 mas duas desconcentrações da defesa vimaranense permitiram ao Algés reduzir para 53-66.
4º período (15-14)Charles Swigget conclui com um espetacular afundanço um alley-hoop para fazer 55-72. Já sem James Robert, excluído com 5 faltas, o Algés reduz para 60-74. O Vitória controla o jogo e consegue atingir os 20 pontos de diferença por Dain Swetalla 60-80. Até final do encontro, o melhor que o Algés conseguiu fazer foi reduzir para 68-80 através de  Diogo Ventura da linha de lance livre.Paulo Cunha foi o MVP do encontro com 11 pontos, 11 ressaltos, 4 roubos de bola e 2 desarmes de lançamento. José Silva com 5 lançamentos triplos também esteve em destaque, marcando 17 pontos.Pelo Algés, Jamarcus Holt foi o mais valorizado com 16 pontos e 10 ressaltos. Diogo Ventura e Manuel João foram outros jogadores do Algés a passar a barreira dos 10 pontos, com 12 e 11 respectivamente.

Depois de um ciclo menos positivo, com três derrotas consecutivas, o Vitória de Guimarães regressou aos triunfos, ao bater o Algés (80-68). Mesmo a jogar na condição de visitante, os vimaranenses entraram determinados a por fim ao mau momento que atravessavam. Passados dez minutos, os comandados de Fernando Sá já lideravam por dez pontos (27-17), vantagem que viria a ser reduzida pelos algesinos até ao intervalo (44-40). 
No arranque da segunda parte voltaria a ser o Vitória a começar melhor, fazendo subir novamente e no final do 3º período, a diferença que separava as duas equipas para a casa das dezenas (66-53). Treze pontos era uma vantagem relativamente confortável de gerir, ainda que tenham sido os vitorianos a aumentar a diferença pontual que chegou mesmo a ser de vinte pontos. 
O internacional Paulo Cunha (11 pontos, 11 ressaltos, 4 roubos de bola, 3 assistências e 2 desarmes de lançamento) fez um jogo muito completo, ao passo que José Silva foi o melhor marcador dos minhotos com 17 pontos. 
O norte-americano do Algés, Jamarkus Holt, assinou um duplo-duplo (16 pontos e 10 ressaltos), com o jovem Diogo Ventura (12 pontos) e João Manuel (11 pontos) a serem os restantes jogadores a marcarem mais de dez pontos. 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Mini-Basket está de volta!