Final 8 da Taça de Portuga

Sampaense e Benfica apurados
O Sampaense e o Benfica são as duas primeiras formações a marcar lugar nas meias-finais da Taça de Portugal. Estas duas equipas disputarão o primeiro jogo de Sábado depois de derrotarem respectivamente o Algés (93-86) e a Académica (65-51) nas partidas disputadas nesta quinta feira no Pavilhão Multiusos da Cidade de Fafe, que pelo 3º ano consecutivo acolhe esta importante prova do calendário da modalidade.Amanhã, Illiabum e Ovarense Dolce Vita jogam às 19h00 pela primeira vaga na segunda meia final cujo adversário será encontrado no jogo seguinte, às 21h00, entre Maia Basket e Vitória, jogos que colocarão frente a frente equipas da Proliga e da LPB.


O primeiro encontro foi marcado pelo equilíbrio. Algés e Sampaense lutaram palmo a palmo pela vitória desde o primeiro minuto. O primeiro e segundo parcial foram jogados a bom ritmo e com diversas alternâncias no marcador. No final do 1º período era os homens de São Paio de Gramaços que lideravam pela diferença mínima (21-22) anulada até ao intervalo que registava um dos muitos empates no marcador ao longo dos primeiros 20 minutos (38-38). 
No terceiro período a toada não se alterou e o equilíbrio continuava a ser nota dominante com boas exibições individuais de parte a parte. Jamarkus Holt, do lado do Algés, lutava contra a maré com 26 pontos e 17 ressaltos, bem acompanhado por Rui Quintino (15 pts) e João Manuel (16 pts). Mas os duplo-duplos de Jorge Sing (17 pts e 11 ass) e Alexander Rapier (20 pts e 10 res) secundados por Stefan Djukic (10 pts e 10 res) também em bom plano e com um duplo-duplo, foram decisivos no 4º e último período onde o Sampaense conquistou ligeira vantagem que geriu até final, alcançando preciosa vitória e consequente presença na meia-final. 


Sampaense repete meia final



Sampaense repete meia final
A Sampaense é a primeira semi-finalistas ao afastar o Algés por 86-93. Uma diferença pontual que não encontra justificação no jogo apresentado por ambos os conjuntos.Durante quase 36 minutos do jogo o equilibro foi a nota dominante no encontro sem que nenhuma das equipas se conseguisse impor à outra. Não foi por isso de estranhar que ao intervalo as equipas estivessem empatadas a 38 pontos.Equilíbrio que se manteve até a meio do 4º período, altura em que a maior frescura física dos jogadores da Sampaense e o melhor aproveitamento dos lançamentos fez a diferença a favor da equipa de José Calabote, com Carlos Ferreirinho de 3 pontos a dar a maior vantagem até ao momento,  9 pontos (74-83), quando faltavam jogar cerca de 2 minutos para o final.
Mário Silva parou o jogo e o Algés ainda se aproximou lançando a incerteza até final do encontro (84-88), mas já pouco havia a fazer, com a Sampaense a confirmar a vitória da linha de lance livre.Jamarcus Holt foi o MVP do encontro com 26 pontos e 17 ressaltos. Rui Quintino com 15 pontos, João Manuel com 16 e Josimar Cardoso com 14 foram outros destaques no Algés.Pela Sampaense, Jorge Sing foi o mais valorizado na Sampaense com 17 pontos e 11 assistências, bem acompanhado por Carlos Ferreirinho e Alexander Rapier, com 20 pontos cada.

 
O Sampaense confirmou com dificuldades o estatuto de favorito face ao Algés, que bateu por 93-86, no primeiro encontro dos quartos-de-final da "final a 8" da Taça de Portugal, que decorre em Fafe.

A formação de São Paio de Gramaços vencia apenas por dois pontos à entrada para os cinco minutos finais, conseguindo então um decisivo parcial de 7-0, que passou o resultado para 83-74, com 2.51 minutos para jogar.

O suplente Carlos Ferreirinho, com 11 dos seus 20 pontos nos 3.21 minutos finais, foi determinante no triunfo do cinco de José Calabote, sexto no campeonato (oito triunfos e oito desaires), enquanto o Algés é 10.º e penúltimo (2-14).

Jorge Sing, com 17 pontos e 11 assistências, Alexander Rapier, com 20 pontos e 10 ressaltos, e Stefan Djukic, com 10 pontos e 10 ressaltos, estiveram também em excelente plano nos vencedores.

Na formação de Algés, o melhor foi Jamarkus Holt, que terminou o encontro com 26 pontos, com 10 em 21 nos lançamentos de campo, e 17 ressaltos, oito dos quais ofensivos. Rui Quintino, com 15 pontos, Josimar Cardoso, com 14, e o suplente Manuel João, com 16, foram os outros elementos em evidência no conjunto de Mário Silva.

O Sampaense liderou quase sempre o marcador, mas por vantagens curtas, sendo que comandava por 22-21 no final do primeiro parcial e por 63-31 após a conclusão do terceiro, isto depois de uma igualdade a 38 ao intervalo. Nas meias-finais, marcadas para sábado, o conjunto de São Paio de Gramaços vai defrontar o vencedor do encontro entre a Académica e o Benfica, que medem forças ainda esta quinta-feira.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Mini-Basket está de volta!